MIT desenvolve injeção contendo várias vacinas

Cápsulas microscópicas são liberadas aos poucos em tempos específicos

Publicado em 21/09/2017
criança recebendo injeção

Todos os pais sabem o quanto é problemático o momento de levar uma criança para tomar vacina. Mas uma tecnologia que está sendo desenvolvida nos Estados Unidos pode mudar um pouco esse cenário. Uma super vacina foi criada para conter em uma só todas as imunizações necessárias. Segundo os estudos publicados na revista Science, essa dose única armazenaria as vacinas em cápsulas microscópicas, que seriam liberadas aos poucos em tempos específicos.

A Universidade Tecnológica de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês) desenvolveu um novo tipo de micropartícula que permitiria combinar todas as vacinas em uma única dose. A ideia é que o design desses "recipientes" permita que cada um se quebre no momento certo, liberando o conteúdo no corpo.

De acordo com os testes, a liberação poderá ocorrer no tempo exato de nove, 20 e 41 dias. Partículas que podem durar centenas de dias também foram desenvolvidas, mas ainda não foram testadas.

"Nós estamos muito animados com esse trabalho. Pela primeira vez, nós podemos criar uma 'biblioteca' de pequenas partículas de vacina fechadas em uma cápsula, cada uma programada para ser liberada num tempo exato, para que as pessoas um dia possam receber uma única injeção que, na verdade, teria diversas vacinas dentro dela. Isso pode ter um impacto significativo em pacientes de todos os lugares, especialmente nos dos países em desenvolvimento", disse Robert Langer, do MIT.

Capa: Reprodução/Pixabay